A cidade de Milão, na Itália, ganhou a primeira floresta vertical do mundo, com o projeto Bosco Verticale, idealizado pelo arquiteto Stefano Boeri. Formado por duas torres residenciais de 110 e 76 metros de altura, o complexo compreende a uma área de 2,5 hectares de vegetação exuberante no coração de uma das cidades mais poluídas da Europa.

O espaço vai acolher 900 árvores (cada um medindo 3, 6 ou 9 m de altura), além de uma grande variedade de arbustos e plantas florais. Entre os muitos benefícios, o projeto irá proporcionar sombra durante os meses de verão e só soltará suas folhas no inverno para permitir a luz do sol de inverno.

Screen Shot 2015-08-28 at 9.38.24 PMEm terra plana, cada edifício do Bosco Verticale equivale a uma área de 10.000 m² de floresta. Já em densidade urbana corresponde a uma área de habitações de quase 50.000 metros quadrados.

Arquitetura sustentável

Visando o bem-estar da população, o desenho do edifício apresenta uma impressionante fachada verde plantada que proporciona microclima capaz de filtrar as partículas de pó presentes no ambiente urbano.

Já o sistema de irrigação de plantas será realizado por meio de um sistema de absorção de água de chuva, além da reutilização das águas utilizadas na pia ou mesmo no chuveiro. Além dos benefícios ambientais, o projeto também prevê redução nos custos de vida. Para finalizar, o sistemas de energia eólica e fotovoltaica contribuirão para o sistema de auto-suficiência energética das duas torres.

piantumazione_02Screen Shot 2015-08-28 at 9.42.49 PM